Crisma 2019 – Paróquia de Nossa Senhora do Ó

Crisma 2019 – Paróquia de Nossa Senhora do Ó

No próximo domingo, dia 19, acontecerá em nossa paróquia a Crisma 2019. O evento em que 202 jovens receberão o Sacramento da Confirmação contará com a presença do Sr. Bispo Diocesano. O evento está programado para acontecer as 16h, na Quadra Poliesportiva Edvanilson de Barros Melo no Bairro Cohab e você é nosso convidado todo especial!

Fonte: Clebson_Oliveira

Crisma

Crisma ou Confirmação, segundo a doutrina da Igreja Católica, é um sacramento da Igreja Católica em que o fiel recebe, através da ação do bispo, uma unção com o Crisma (óleo de oliveira).[1] Trata-se de um rito em que o ministro sagrado impõe as mãos sobre os confirmandos, invocando o Espírito Santo, e os unge com óleo de oliveira. “A Crisma é um sacramento que nos dá o Espírito Santo, imprime na nossa alma o caráter de soldados de Cristo, e nos faz ser perfeitos cristãos.”[2] Ao ser batizado os pais e os padrinhos assumem sua fé e se responsabilizam por ele, e ao receber o sacramento da confirmação ele afirma por conta própria que é membro da fé católica.

Iniciação

A Crisma é inseparável do Batismo. Juntamente com o Batismo e a Eucaristia por exemplo, são considerados pela Igreja Católica como sendo os “sacramentos da iniciação cristã”. A imposição das mãos é reconhecida pela tradição católica como a origem do sacramento da Confirmação [3].

Na Igreja Católica, o sacramento deve ser administrado por um bispo ou, por delegação especial, um padre. No Oriente, este sacramento é administrado imediatamente depois do Batismo; é seguido da participação na Eucaristia, tradição que põe, em destaque, a unidade dos três sacramentos da iniciação cristã. Na Igreja Latina, administra-se este sacramento quando se atinge a idade da razão, e, normalmente, se reserva sua celebração ao bispo, significando, assim, que este sacramento corrobora o vínculo eclesial.[4]

Efeitos

A Igreja afirma que a celebração deste sacramento resulta em efusão especial do Espírito Santo, como outorgado antigamente aos apóstolos por ocasião do Pentecostes; em aprofundamento e crescimento da graça batismal e do sentido de filiação divina; une o crismando mais solidamente a Cristo; aumenta os dons do Espírito Santo; torna mais perfeita a sua vinculação com a Igreja; e concede uma especial graça para testemunhar a . A doutrina sobre este sacramento afirma que ele imprime “caráter”, como se deixasse na alma um selo ou marca indelével que vincula o crismando como se fosse uma “propriedade” de Cristo.

Referências

  1.  Catecismo de São Pio X: 579
  2.  Catecismo de São Pio X: 575
  3.  Os católicos utilizam os versos de Ezequiel 36:25-27 e Hebreus 6:2 para confirmar essa afirmação.
  4.  Igreja Católica. «Catecismo da Igreja Católica – Crisma»

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.